Acessibilidade

Livro Livre

O BookCrossing é a prática de deixar um livro num local público, para ser encontrado e lido por outro leitor, que por sua vez deverá fazer o mesmo.

O objetivo do Bookcrossing é “transformar o mundo inteiro numa biblioteca”. Os membros desta comunidade de leitores, que não conhece limites geográficos,  possuem um sentimento de partilha tão grande que não se importam de libertar seus próprios livros em locais como cafés, transportes públicos, bancos de praças e outros lugares que a imaginação ditar, para que outras pessoas os possam ler, ao invés de manter as obras paradas nas estantes.

É uma forma de tornar o acesso à cultura e especificamente à leitura verdadeiramente universal.

História
O BookCrossing foi concebido em 2001 pelo programador Ron Hornbaker. No mês seguinte foi lançado o site www.bookcrossing.com. Desde então, o movimento tem crescido exponencialmente, tornando-se global: está presente em 132 países, com quase 11,6 milhões de livros registrados e 1,6 milhões de membros.

Processo
O fato de alguém encontrar um livro registado no BookCrossing não implica que tenha que registrá-lo no site, já que pode deixar um comentário anônimo ao livro.

No entanto, quem desejar usufruir plenamente do site (participar dos fóruns, registar seus próprios livros, etc.) e juntar-se à comunidade, terá de se inscrever.

A inscrição é totalmente gratuita e anônima, sendo que o novo membro terá apenas de criar uma identidade virtual que o identificará sempre que fizer novos registos no site.
O BookCrossing baseia-se no conceito básico “Ler, Registar e Libertar”: Leia um bom livro, Registre-o no site para adquirir o número BCID e Liberte-o, passando para um amigo ou deixando-o em um local público.

BCID

Ao registrar uma obra no www.bookcrossing.com, o site automaticamente gera um número de identificação denominado BCID (BookCrossing Identification Number) único e exclusivo para cada livro, que permitirá ao “dono” original e a todos os que venham a dar entrada dele no site terem notícias da sua viagem pelo mundo. Este número deve ser escrito no livro, devendo ser também incluída alguma informação sobre o BookCrossing.

Depois do registro, o usuário deve avisar no site quando e em que local da cidade o livro será libertado. O objetivo é que alguém o apanhe e, através do seu número identificativo, acesse o site e faça uma “entrada de diário”, dizendo que o encontrou. Isto pode ser feito anonimamente.

Após a leitura, o leitor deve fazer nova “entrada de diário”,  na qual dirá o que achou da obra e o que pretende fazer com ela a seguir – normalmente, libertá-lo outra vez para que possa continuar a sua viagem pelo mundo, indo ao encontro de novos leitores.

O BookCrossing é uma forma diferente de oferecer livros e é visto pelos autores e editoras como uma forma de divulgar suas obras e atrair novos consumidores. É um projeto que estimula a leitura e ajuda a formar plateia. É comum os bookcrossers comprarem livros para libertar ou para passarem a amigos, ou indicarem livros para leitura no site.

BookCrossing no Brasil

O BookCrossing chegou ao Brasil em 2001, alguns meses depois que foi lançado o BookCrossing.com nos EUA, seja por meio da Internet ou de livros que viajaram de um país ao outro. Está presente em todos os estados brasileiros e conta com cerca de 8 mil usuários cadastrados.

Além de libertar regularmente livros em lugares públicos, os usuários do movimento no Brasil participam de diversos eventos literários como bienais e festas literárias, quando seus usuários promovem uma “libertação em massa” e distribuem centenas ou milhares de exemplares para o público.

Link do bookcrossing

Na Biblioteca ao Ar Livre, que fica no hall central do CEULP/ULBRA (em frente ao Alteridade), você encontrará alguns Livros Livres (identificáveis por um selo). Fique à vontade para levá-los.