Publicado em: 16/03/2020 13:20 - Atualizado em: 16/03/2020 15:54

Parabéns Guerreiras!

Professora Mestra Fabiana Luiza Tavares - Curso de Direito CEULP/ULBRA




Nesta semana gostaria de homenagear todas as mulheres em nome das minhas queridas alunas.

Sempre digo que elas possuem o “frescor da juventude”. A própria beleza está na juventude e nos sonhos que a elas são confiados.

Meninas que, com todo vigor saem à luta para estudar, trabalhar; até mesmo desafiando limites intelectuais na busca de um sonho, na conquista de uma graduação e na inserção no mercado de trabalho.

Muitas deixam o conforto dos seus lares, deixam seus pais, deixam até seus filhos em companhia de outras pessoas para conquistarem a graduação com louvor.

São verdadeiras guerreiras!

Isolam-se no artesanato, na culinária e venda de produtos para completar a renda.

Outras até levam seus filhos para de vez em quando, nos corredores acompanha-las, por motivo desconhecido não conseguiram ninguém para cuidar.

Saem das aulas mais cedo porque a criança chora, ou alguém ligou avisando que a febre aumentou e seus filhos querem somente a mãe. Inevitável!!!

Aquela mãe que ao final do semestre viu que não conseguiu absorver todo conteúdo porque estava cansada ou não simplesmente porque a criação do filho é independente e solitária, chora, lamenta e até reprova na disciplina.
Mesmo com todos os obstáculos ainda continuam firmes, mesmo faltando forças e tempo para prosseguir.

Sei que não são reconhecidas e nem exaltadas por decidirem conjugar a maternidade com o crescimento intelectual porque nossa sociedade não perdoa aqueles que decidem ou por um “descuido” são forçadas a não galgar o caminho na idade certa.
Não quero enaltecer tal atitude mas quero enobrecer aquelas que, mesmo diante das adversidades, retornam ao caminho da vida com mais força e vigor.

Nem sempre essa maternidade é acompanhada por um companheiro, porque por vezes ter alguém não significa ter apoio porque esta maternidade é solitária nos cuidados.
Sempre foi assim!!! A maternidade tem um peso sobre nós mulheres e apesar de toda dificuldade que vejo, peço à Deus forças para todas nós e um deslumbre no grande papel que fazemos que é educar novos cidadãos para esta sociedade. Toda sociedade passa pelo colo e afeto de uma grande mulher.
E estes cidadãos serão capazes de enxergar que, mesmo não tendo um lar convencional e com muito conforto, esta mulher que é chamada de mãe ousou a mudar todo cenário para dar uma vida melhor aos filhos e sua parentela, ousou acreditar que é possível a transformação através do conhecimento.

Parabéns guerreiras!!

Continuem lutando.

Seus filhos serão gratos e nós conseguimos enxergar vocês.
O futuro depende do que vocês mulheres farão (mesmo com muito sacrifício) no dia de hoje e o hoje é de luta.

A fraqueza não é um de nossos atributos, pois somos fortes.

Deus abençoe vocês.

 

Selo da responsabilidade social
CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE PALMAS
Avenida Teotônio Segurado 1501 Sul Palmas - TO CEP 77.019-900
Fone: (63) 3219 8000