Turma 1118 - Estágio em Serviço Social II - 2012/2

Imprimir

Curso: Serviço Social

Período: 7

Professor(es): Ewandelina de Moraes

Carga Horária: 136 h

Ano/Semestre: 2012/2

Objetivo

O objetivo superior do curso de Serviço Social do CEULP/ULBRA tem sede no intuito de formar profissionais capazes de responder às demandas sociais, na perspectiva de assegurar direitos, democratizar o acesso do cidadão às políticas sociais, por meio da instauração de práticas profissionais competentes, com potencial de produzir conhecimentos e propor alternativas para a transformação da realidade social.

Ementa

A iniciação do exercício profissional a partir das demandas dos usuários e dos processos de trabalho do serviço social.  O uso do instrumental técnico-operativo, teórico-metodológico e ético-político a serem empregados de acordo com o código de ética profissional e com respeito aos direcionamentos institucionais e dos profissionais responsáveis técnicos. Elaboração, execução e avaliação do projeto de intervenção proposto no espaço socio-ocupacional.

Competências

Ao final do semestre, espera-se que os acadêmicos tenham condições de:

* Desenvolver um saber crítico, integrando os conhecimentos adquiridos ao longo da formação acadêmica de forma interdisciplinar;

* Desenvolver aprendizagem no que concerne às dimensões ético-política, teórico-metodológica e técnico-operativa da profissão; habilidades; atitudes e valores visando à formação profissional e integral do aluno;

* Desenvolver habilidades e atitudes investigativa, propositiva e interventiva para um agir profissional competente.

Habilidades

Identificar as políticas específicas ao campo de estágio, bem como a rede sócio-assistencial de atendimento ao beneficiário;

• Visualizar a correlação de forças existente no âmbito institucional e adotar posturas baseadas, no Projeto Ético Político Profissional frente a esses entraves;

• Aprender e analisar as expressões da questão social junto ao processo de trabalho do assistente social;

• Apreender o exercício do trabalho profissional do Assistente Social em suas dimensões teórico-metodológica, ético-politica e técnico-operativa;

• Analisar os elementos que constituem o seu processo de trabalho enquanto estagiário;

• Propor alternativas frente aos condicionantes da prática profissional;
• Refletir sobre a sua postura ético-profissional, a partir de sua inserção no campo e desempenho de práticas profissionais;
• Construir uma identidade profissional baseada nos princípios éticos contidos no Código de Ética da profissão;
• Articular os conhecimentos trabalhados no conjunto das disciplinas do curso à vivência do campo de estágio;
• Planejar, executar, avaliar e documentar, sistemática e reflexivamente, de forma propositiva e intencional, a prática a ser desenvolvida, tendo como parâmetro o projeto de intervenção;
• Identificar limites no desenvolvimento do seu projeto de intervenção, de forma contextualizada e crítica, tendo como base a compreensão dos mesmos no contexto onde a prática se insere / desenvolve com vista à identificação de caminhos possíveis para sua efetivação;
• Avaliar o produto do seu projeto de intervenção, a partir da utilização de indicadores de avaliação.

Programa

1.1. A Política Nacional de Estágio e a formação em Serviço Social no Brasil
1.1.1. O Estágio no Brasil e a Lei 11.788
1.1.2. O Estágio em Serviço Social: o Conjunto CFESS/CRESS e a Normatizações existentes
1.1.2.1. Resolução nº 533, de 29 de setembro de 2008.
1.1.2.2. Resolução nº 568, de 15 de março de 2010
2. O Estágio Supervisionado no Projeto Pedagógico do Curso de Serviço Social do CEULP
2.1. Projeto Pedagógico do Curso de Serviço Social
2.2. Regulamento de Estágio em Serviço Social
2.3. Rotinas e Documentos do Estágio em Serviço Social
2.3.1. Particularidades do Estágio em Serviço Social II
2.3.2. Reencaminhamento do aluno(a) ao Campo de Estágio
2.3.3. Campo de Estágio
2.3.4. Registro da cotidianidade do campo de estágio: o Diário de Campo
2.3.5. Revendo a Análise Institucional: ponto de partida para a construção do Projeto de Intervenção
2.3.6. Projeto de Intervenção em Serviço Social
2.3.6.1. Identificação da Demanda/Problema
2.3.6.2. Pensando na sustentabilidade de um projeto
2.3.6.3. Justificativa
2.3.6.4. Objetivo do Projeto
2.3.6.5. Público Alvo
2.3.6.6. Metodologia
2.3.6.7. Meta
2.3.6.8. Cronograma
2.3.6.9. Recursos
2.3.6.10. Monitoramento e Avaliação
2.3.7. Pensando na publicização das ações do projeto
2.3.7.1. Ciclo de Relatos de Experiências em Intervenção Social (CREIS)
CRONOGRAMA

Aula 1- 26 de Julho de 2012
• Tema: Atividade de interação dos(as) aluno(as).
• Reencaminhamento dos(as) alunos(as)/estagiários(as) aos Campos de Estágio.

Aula 2- 02 de Agosto de 2012
• Tema: Plano de Ensino / Documentação de Estágio / Rotinas do Estágio.
Aula 3 – 09 de Agosto de 2012
• Tema: Plano de Estágio em Serviço Social II.
• Exercício de reflexão sobre Projeto de Intervenção.
Aula 4  – 16 de Agosto de 2012
• Tema: Oficina de Elaboração do Projeto de Intervenção: Exercício de planejamento de um Projeto de Intervenção.
• Período de Visitas Técnicas de Supervisão aos Campos de Estágio.
• Entrega da Ficha de Frequência.
Aula 5 – 1º Atividade Semipresencial
• Atividade postada no portal, data limite: 18 de agosto de 2012
Aula 6  – 23 de Agosto de 2012
• Tema: Oficina de Elaboração do Projeto de Intervenção.
• Período de Visitas Técnicas de Supervisão aos Campos de Estágio.

Aula 7  – 30 de Agosto de 2012
• Tema: Oficina de Elaboração do Projeto de Intervenção.
• Período de Visitas Técnicas de Supervisão aos Campos de Estágio.
• Entrega da Análise Institucional (para alunos que entraram no campo).

Aula 8  – 06 de Setembro de 2012
• Tema: Oficina de Elaboração do Projeto de Intervenção.
• Período de Visitas Técnicas de Supervisão aos Campos de Estágio.
Aula 9 – 13 de Setembro de 2012
• Tema: Instrumentais da Prática de Estágio II;
• Plano de Estágio, Projeto de Intervenção e Diário de Campo.
Aula 10– 2º Atividade Semipresencial
• Atividade postada no portal, data limite: 15 de Setembro de 2012
• Tema: Projeto de Intervenção e Projeto Ético-Político do Serviço Social: que relação é percebida ?
Aula 11 – 20 de Setembro de 2012
• Tema: Avaliação de Grau1
Entrega da Avaliação de Competências (etapa I);
Entrega do Diário de Campo;
Entrega da Ficha de Frequência;
Entrega do Plano de Estágio finalizado (com as devidas correções).

Aula 12 – 27 de Setembro de 2012
• Tema: Oficina de Elaboração do Projeto de Intervenção.

Aula 13 – 04 de Outubro de 2012
• Tema: Projeto de Intervenção ( Entrega / Impresso)
• Período de Execução do Projeto de Intervenção no Campo de Estágio.
• Entrega de Freqüência.
Aula 14 – 11 de Outubro de 2012
• Tema: Relatos e reflexões ético-política, teórico-metodológica e técnico- operativa do estágio  supervisionado: Pensando o papel da Análise Institucional no processo de Elaboração do Projeto de Intervenção.
• Período de Visitas Técnicas de Supervisão aos Campos de Estágio.
• Período de Execução do Projeto de Intervenção no Campo de Estágio.
Aula 15 – 18 de Outubro de 2012
• Tema: Relatos e reflexões ético-política, teórico-metodológica e técnico- operativa do estágio  supervisionado: estratégias metodológicas na construção do Projeto de Intervenção.
• Período de Visitas Técnicas de Supervisão aos Campos de Estágio.
• Período de Execução do Projeto de Intervenção no Campo de Estágio.

Aula 16  – 25 de Outubro de 2012
• Tema: Oficina de Elaboração do Relatório Final de Estágio em Serviço Social II.
• Período de Visitas Técnicas de Supervisão aos Campos de Estágio.
• Período de Execução do Projeto de Intervenção no Campo de Estágio.
• Planejamento do Ciclo de Relatos de Experiências em Intervenção Social (CREIS).
Aula 17 – 3º Atividade semipresencial
• Atividade postada no portal, data limite: 27 de Outubro de 2012
• Tema: O Projeto de Intervenção e Código de
Ética Profissional do Assistente Social: o que está sendo visibilizado ?

Aula 18-  01 de Novembro de 2012
• Tema: Ciclo de Relatos de Experiências em Intervenção Social (CREIS).
Aula 19 – 08 de Novembro de 2012
• Tema: Ciclo de Relatos de Experiências em Intervenção Social (CREIS).

Aula 20 – 22 de Novembro de 2012
• Tema: – Ciclo de Relatos de Experiências em Intervenção Social (CREIS).
Entrega do Relatório Final do Estágio em Serviço Social II.

Aula 21  – 29 de Novembro de 2012-07-21
• Tema: Encontro de Supervisores e Supervisionados de Estágio em Serviço Social - ESSESS
Aula 22 – 06 de Dezembro de 2012
• Tema: Avaliação de Grau2
• Entrega da Avaliação de Competências (etapa II).
• Entrega da Ficha de Frequência.

Avaliação do processo de trabalho.  

Metodologia

A disciplina de Estágio em Serviço Social II terá como matéria prima a cotidianidade do campo de estágio - nele os processos de trabalho do assistente social e as expressões da questão social junto aos processos de trabalho do profissional - e a vivência objetiva e subjetiva do (a) estagiário (a). A partir delas, a disciplina buscará criar uma relação teoria/prática que possibilite o preparo efetivo do discente para um agir profissional competente em suas dimensões investigativa, propositiva, interventiva, ético-política, teórico-metodológica e técnico-operativa.

As aulas serão ministradas através de metodologias que promovam a participação do aluno, inserindo-o como protagonista nos processos de ensinar e aprender. Nessa perspectiva, serão desenvolvidas atividades que estimulem a reflexão crítica sobre os conhecimentos aprendidos e a curiosidade investigativa sobre os dados e as informações que estão sendo trabalhadas.
No decorrer das aulas serão propostas atividades em grupo, com o intuito de promover a capacidade de trabalhar em equipe, propiciando o respeito às diferenças individuais. Estas atividades sempre serão alusivas à temáticas da realidade e das particularidades dos espaços sócio-institucionais ao quais estão vinculados os profissionais assistentes sociais supervisores de campo.
No decorrer do semestre, serão propostas atividades semipresenciais, que vislumbram proporcionar ao aluno a reflexão sobre importantes referências teóricas para a formação e o exercício profissional, como o Projeto Ético-Político da profissão, e o Código de Ética Profissional. As atividades semipresenciais propostas (definidas em número de três) serão acompanhadas pelo professor que irá proporcionar momentos no qual o aluno irá debater, refletir e apresentar suas interpretações sobre as mesmas.
A supervisão acadêmica dará ênfase ao relato e à problematização, à criticidade, à reconstrução do real e da práxis reflexiva, ao questionamento e à proposição da cotidianidade do Estágio por meio da supervisão acadêmcia coletiva. Será oportunizado aos discentes dirimir dúvidas, esclarecer caminhos e redirecioná-los, sempre relacionando-os aos princípios ético-político, teórico-metodológico, técnico-operativo da profissão, buscando a unidade entre a teoria e a prática.

A interdisciplinaridade será um recurso didático-pedagógico. Para tal o discente será levado a articular os conhecimentos adquiridos ao longo da formação para apreender a realidade e solucionar problemas. Ele também será instigado a buscar conhecimento em outras áreas.
Para efetivação dessa proposta serão trabalhadas diversas técnicas e métodos de ensino como: aulas expositivas e dialogadas, com utilização de quadro branco e recursos como projetor de multimídia, seminários, trabalhos em grupo e atividades no qual o aluno irá elaborar, estudar, investigar, produzir trabalhos acadêmicos desenvolvendo no mesmo a autonomia intelectual e o interesse pelo conhecimento científico. Visitas para a Supervisão em Campo também estão previstas para o semestre.

Avaliação

Considerando que a avaliação se constitui em um processo contínuo, sistemático e cumulativo, no decorrer do semestre serão utilizados vários instrumentos, a fim de acompanhar e orientar a maneira como os acadêmicos estão elaborando os conhecimentos abordados na disciplina. Segue os instrumentos escolhidos para esse processo:



G1 – Total 10,0 pontos
Atividade Nota atribuída
Plano de Estágio em Serviço Social II             2,0 pontos
Exercício de Avaliação de um Projeto de Intervenção             1,0 ponto
Exercício de Planejamento de um Projeto de Intervenção       2,0 pontos
Diário de Campo (Registros)                           2,0 pontos
Avaliação de Competências (Etapa I) 3,0 pontos
G2- – Total 10,0 pontos
Atividade Nota atribuída
Projeto de intervenção 2,0 pontos
Relatório Final de Estágio em Serviço Social II 4,0 pontos
CREIS (Planejamento e apresentação) 2,0 pontos
Avaliação de Competências (Etapa II) 2,0 pontos
Substituição de Grau:
De acordo com o Regulamento de Estágio, não há substituição de grau para a disciplina de Estágio.
Observação:
1. A postura não ética do (a) acadêmico (a) durante o estágio, seja na supervisão acadêmica ou supervisão de campo poderá levá-lo à reprovação. Esta avaliação será determinada pelos supervisores responsáveis pelo estágio do referido acadêmico (a) e posteriormente avaliada pelo CONCUR;
2. Na intenção de valorizar e respeitar os(as) alunos(as) que cumprem os prazos na elaboração e entrega dos trabalhos, o professor terá a liberdade de descontar 0,20 da nota dos trabalhos e atividades não entregues na data combinada.

Bibliografia

Básica

ARMANI, Domingos. Como elaborar projetos? : guia prático para elaboração e gestão de projetos sociais. Porto Alegre : Tomo, 2008. 94 p., il. (Coleção Amencar). LEWGOY. Maria Alzira Baptista. Supervisão de Estágio em Serviço Social: desafios para a formação e o exercício profissional. São Paulo: Cortez. 2009. NETTO, José Paulo, BRANT, Maria do Carmo. Cotidiano: conhecimento e critica. 2ª. ed. São Paulo : Cortez, 1989.

Complementar

BAPTISTA, Myriam Veras. A investigação em Serviço Social. Lisboa: Veras Editora, 2006. CFESS/ABEPSS. Serviço Social : direitos sociais e competências profissionais – Brasília : CFESS/ABEPSS, 2009. GUERRA, Yolanda. A instrumentalidade do Serviço Social. São Paulo: Cortez, 1995. PONTES, R. N. Mediação e Serviço Social. 2ed. São Paulo: Cortez, 1997.

Material Digital

NETTO, José Paulo. Construção do Projeto Ético-Político do Serviço Social. Instituto Português de Investigação em História e Trabalho Social. Lisboa. Disponível em: http://www.cpihts.com/PDF03/jose%20paulo%20netto.pdf.

Imprimir
Selo da responsabilidade social
CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE PALMAS
Avenida Teotônio Segurado 1501 Sul Palmas - TO CEP 77.019-900
Fone: (63) 3219 8000

O que achou dessa página?

Clique e deixe seu comentário