Última atualização: 16 de julho de 2015

APRESENTAÇÃO

SOBRE A EXTENSÃO

A extensão é considerada pelo Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP) uma das suas funções básicas. Nos projetos pedagógicos dos cursos, a extensão figura com igual relevância entre ensino e pesquisa. O Plano Nacional de Extensão dá embasamento às suas atividades, por isso deve ser consultado, sistematicamente, e socializado. Os programas comunitários propostos pelos cursos deverão atender ao compromisso socioambiental de extensão e seu caráter de transformação, atendendo aos princípios de indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.

A extensão universitária deve ser entendida como fator potencializador do currículo dos discentes e considerada uma via de mão dupla, em que o conhecimento construído na Universidade é levado à comunidade que por sua vez se beneficia do saber popular e com isso é capaz de rever conceitos e teorias. As mantidas da AELBRA buscam, através de medidas e ações afirmativas, fomentar a integração ao espaço de sala de aula e ao projeto pedagógico, ou proposta do programa, dos cursos, das experiências e práticas em extensão e cultura, a fim de que componham o debate teórico e se convertam em objeto de pesquisas em diversos níveis.

Outro fator importante a ser observado é que as atividades de extensão conferem aos alunos, que as praticam, horas complementares, indispensáveis para sua colação de grau.  Com as atividades desenvolvidas, o acadêmico além de cumprir um pré-requisito para sua formação, consegue ter uma interação melhor com o mercado, além de auxiliar na construção do conhecimento.

DIRETRIZES

As diretrizes para a Extensão Universitária em todas as unidades de ensino superior pressupõem o redimensionamento do seu papel no caminho global para o desenvolvimento sustentável em consonância com as diretrizes estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU), quer sejam:

a) Disseminar conhecimento em desenvolvimento sustentável aos alunos e à sociedade, com ênfase na indissociabilidade ensino-pesquisa-extensão, na interdisciplinaridade, impacto social e relação dialógica com a sociedade, objetivando a promoção da inovação tecnológica, da acessibilidade universal e das políticas de gênero;

b) Implementar ações de desenvolvimento sustentável sob a ótica dos objetivos e metas brasileiras do milênio (erradicar a extrema pobreza e a fome; atingir o ensino básico universal; promover igualdade à autonomia das mulheres; reduzir a mortalidade infantil; melhorar a saúde materna; combater o HIV/AIDS, a malária e outras doenças; garantir a sustentabilidade ambiental; estabelecer uma parceria mundial para o desenvolvimento).

Nesse contexto, o Centro Universitário Luterano de Palmas – CEULP e demais mantidas da Associação Educacional Luterana do Brasil – AELBRA, conscientes de seu papel social como instituições comunitárias de pesquisa e de disseminação do conhecimento, têm a extensão universitária como elo que interliga o ensino e a pesquisa, concretizando-a como processo transformador, emancipatório e cidadão.

OBJETIVOS DA EXTENSÃO 

São objetivos da extensão: a) Realizar a extensão universitária de forma institucional, interdisciplinar e multicampi, contribuindo para o equacionamento de problemas sociais,  econômicos e políticos da sociedade, em especial os vivenciados nas comunidades em que está inserida; b) Contribuir para o aprimoramento da formação ética, cidadã, política, científica e técnica dos discentes, docentes e colaboradores da universidade; c) Promover a troca entre os saberes sistematizado, acadêmico e o popular.

ÁREAS DE EXTENSÃO

 São 8 (oito) as áreas temáticas da extensão, a saber:

1 – Comunicação: comunicação social; mídia comunitária; comunicação escrita e eletrônica; produção e difusão de material educativo; televisão universitária; e rádio universitária;

2 – Cultura: desenvolvimento cultural; cultura, memória e patrimônio; cultura e memória social; cultura e sociedade; folclore, artesanato e tradições culturais; produção cultural e artística na área de artes plásticas e artes gráficas; produção cultural e artística na área de fotografia, cinema e vídeo; produção cultural e artística na área de música e dança; produção teatral e circense;

3 – Direitos Humanos e Justiça: assistência jurídica; direitos de grupos sociais; organizações populares; e questões agrárias.

4 – Educação: educação básica; educação e cidadania; educação a distância; educação continuada; educação de jovens e adultos; educação para a melhor idade; educação especial; educação infantil; ensino fundamental; ensino médio; incentivo à leitura;

5 – Meio ambiente: preservação e sustentabilidade do meio ambiente; meio ambiente e desenvolvimento sustentável; desenvolvimento regional sustentável; aspectos de meio ambiente e sustentabilidade do desenvolvimento urbano e do desenvolvimento rural; educação ambiental; gestão de recursos naturais e sistemas integrados para bacias regionais;

6 – Saúde: promoção à saúde e qualidade de vida; atenção a grupos de pessoas com necessidades especiais; atenção integral à mulher; atenção integral à criança; atenção integral à saúde de adultos; atenção integral à terceira idade; atenção integral ao adolescente e ao jovem; capacitação e qualificação de recursos humanos e de gestores de políticas públicas de saúde; cooperação interinstitucional e cooperação internacional na área; desenvolvimento do sistema de saúde; saúde e segurança no trabalho; esporte, lazer e saúde; hospitais e clínicas universitárias; novas endemias, pandemias e epidemias; saúde da família; uso e dependência de drogas;

 7 – Tecnologia e Produção: transferência de tecnologias apropriadas; empreendedorismo; empresas juniores; inovação tecnológica; polos tecnológicos; direitos de propriedade e patente;

8 – Trabalho: reforma agrária e trabalho rural; trabalho e inclusão social; educação profissional; organizações populares para o trabalho; cooperativas populares; questão agrária; saúde e segurança no trabalho; trabalho infantil; turismo e oportunidades de trabalho.

AÇÕES OU MODALIDADES DE EXTENSÃO

São modalidades de extensão:

a) Programa: conjunto de ações de caráter orgânico-institucional, de médio a longo prazo, com clareza de diretrizes e orientadas a um objetivo comum;

b) Projeto: conjunto de ações processuais e contínuas de caráter educativo, social, cultural, científico ou tecnológico para alcançar um objetivo bem definido de um programa a que se vincule; limitado em um prazo determinado, dele deve resultar um produto que concorra para realizar o objetivo geral do programa e para a expansão ou aperfeiçoamento das instituições envolvidas;

c) Curso: com base na Política Nacional de Extensão, esta atividade pressupõe um conjunto articulado de ações pedagógicas, de caráter teórico ou prático, planejadas e organizadas de modo sistemático;

d) Evento: ação que implica na apresentação e exibição pública e livre, ou, também, com clientela específica do conhecimento ou produto cultural, 10 científico e tecnológico, desenvolvido, conservado ou reconhecido pela Universidade: congresso; fórum; seminário; semana; exposição; espetáculo; evento esportivo; festival ou equivalentes.

POLÍTICA NACIONAL DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA – PNEU

DIRETRIZES DA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DAS IES COMUNITÁRIAS – DIRETRIZES