Publicado em: 31/05/2019 11:08 - Atualizado em: 05/06/2019 13:57

Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo elabora projetos de forma gratuita para a comunidade

Projeto objetiva aproximar teoria e prática com olhar voltado para o social


Por Juliana Barbosa - Estagiária de Jornalismo

Quando se conclui a graduação, ingressar na vida profissional não é uma tarefa fácil. A premissa por experiência, é um fator que pode dificultar o início da vida profissional. Desta forma, a prática vivenciada durante a graduação, pode abrir muitas portas futuras para quem souber aproveitar essa chance.

 

Buscando contribuir com o aprendizado de seus acadêmicos, o curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário Luterano de Palmas - Ceulp/Ulbra, proporciona a vivência dessa prática através de atividades realizadas no Escritório Modelo do curso.

 

O projeto surgiu da intenção de promover uma experiência mais próxima da realidade de seus acadêmicos, e possibilitar um contato mais próximo entre a instituição e a comunidade.

 

Na atividade há quatro anos, o Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo elabora em média dois projetos por semestre a depender da quantidade de demandas solicitadas.

 

O projeto atende pessoas físicas e associações de moradores. No caso de pessoa física é necessário ter renda familiar comprovada de até três salários mínimos. Os que mais solicitam serviços do projeto são as associações de moradores de bairros.

 

A coordenadora do projeto é a professora Adriana Dias que também coordena o curso de Arquitetura e Urbanismo do Ceulp/Ulbra. Segundo ela, o serviço tem por objetivo principal atuar na elaboração de projetos para a parcela a população de baixa renda e difundir o conhecimento dessa área para a sociedade.

 

São disponibilizados serviços de elaboração de projetos arquitetônicos, de interiores, paisagismo e urbanização. A elaboração dos projetos é gratuita, porém os custos para aprovação junto ao órgão responsável, são de responsabilidade dos beneficiados pelo projeto.

Segundo a coordenadora, “este projeto atua no campo da Arquitetura e Urbanismo como agente redutor das disparidades sociais, oferecendo assistência técnica gratuita as comunidades que não podem arcar com os altos custos desse tipo de assistência, valorizando assim o papel social do arquiteto-urbanista. Contribui também na difusão do conhecimento, promovendo a formação profissional do acadêmico através do contato social e da experiência teórico-prática.”

 

Maria Daniela Aires Ribeiro foi uma das beneficiadas e ao avaliar sua atuação, qualificou o projeto como muito bom. Ela afirmou ter conhecido o serviço através da coordenadora Adriana Dias, e que foi elaborado um projeto arquitetônico residencial que ainda está em processo de aprovação.

 

Sobre a importância da realização de projetos sociais, Maria Daniela considera o projeto significativo para a comunidade em geral. “Têm muitas pessoas com uma condição razoável e que precisa de um projeto para se realizar, mas por falta de grana não consegue. E esse projeto ajuda muito a dar o primeiro passo.”

 

As atividades desenvolvidas pelo escritório precisam ter relevância social para a comunidade interna e externa, com o intuito de melhor desenvolver a educação e formação profissional através das experiências proporcionadas que permitem a visualização da teoria e prática como um todo.

 

Douglas Neves, acadêmico do 8° período de Arquitetura e Urbanismo do Ceulp/Ulbra, conheceu o projeto por meio das redes sociais do curso, e após ter seu interesse despertado, participou incialmente como voluntário e depois como estagiário do Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo.

 

Douglas relata que “a experiência de trabalhar no escritório foi excelente não só profissionalmente como socialmente, pois além de adquirir conhecimento, também tive contato com arquitetos e profissionais de outras áreas enriquecendo minha experiência de vida.”

 

Sobre o projeto de maior relevância social que pode acompanhar, Douglas conta que foi o projeto de habitação de interesse social, em parceria com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo – CAU, que consistiu em elaborar o projeto de uma residência com menor custo possível e com planta baixa já aprovado na prefeitura, evitando todo o processo  burocrático e disponibilizando para a população de baixa renda sem custo.

 

Já sobre a relevância social do projeto Douglas afirma que “o escritório possui uma grande importância pois através dele são realizadas ações de âmbito social que se preocupam em melhorar no que nos tange a qualidade de vida das pessoas, seja com conscientização e mobilização para intervenções públicas ou com projetos.” Os acadêmicos podem participar do projeto como bolsistas ou voluntários, recebendo certificação pelos trabalhos realizados durante sua participação no projeto.

 

Conforme explica a coordenadora Adriana, a realização dos trabalhos ocorre após a apresentação das demandas, sua análise e aceitação, observando critérios de seleção, formando um grupo de trabalho que ficará responsável por desenvolvê-lo. Esse grupo é composto por um membro fixo, responsável administrativamente pelo projeto; membros bolsistas e voluntários, acadêmicos a partir do 5º período, com atuação específica para o projeto; um responsável técnico e um professor orientador, com a supervisão da coordenadora do escritório.

 

A elaboração do projeto é feita a partir levantamentos e reuniões, onde o processo criativo surge do diálogo entre os envolvidos.

 

Social e filantrópico, o Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo, atua como agente de transformação social, dedicando suas atividades a população de baixa renda, ao mesmo tempo em que possibilita que os acadêmicos coloquem em prática o conhecimento adquirido durante a graduação. Um projeto diferente e inovador que busca integrar toda uma comunidade.

 

ESCRITÓRIO MODELO DE ARQUITETURA E URBANISMO

Os dias estipulados para supervisão das atividades e atendimento da comunidade, ocorre nas terças e quintas-feiras, das 14h30 às 17h30 na sala 801, prédio 08. Para obter mais informações ou esclarecimentos basta entrar em contato pelo telefone (63) 3219-8065 ou através do e-mail adrianaarquiteta@ceulp.edu.br.

Selo da responsabilidade social
CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE PALMAS
Avenida Teotônio Segurado 1501 Sul Palmas - TO CEP 77.019-900 Caixa Postal nº 85
Fone: (63) 3219 8000