Publicado em: 21/10/2019 09:39 - Atualizado em: 24/10/2019 08:25

Outubro Rosa Pet no Ceulp/Ulbra

A programação inclui orientação dos tutores de animais e palestra no dia 31


Por Raabe Andrade - Estagiária de Jornalismo

Em 2017 o curso de Medicina Veterinária do Ceulp/Ulbra aderiu à campanha nacional de conscientização sobre o câncer de mama animal, o “Outubro Rosa Pet”. Desde então vem desenvolvendo uma série de atividades de sensibilização com os tutores de gatas e cadelas. Este ano não foi diferente.

 

Além de uma linda decoração temática, durante os atendimentos no Hospital Veterinário, os donos de animais são instruídos sobre como realizar o exame de toque e recebem um material informativo sobre o assunto. Para encerrar a campanha, no dia 31 de outubro, o curso de Medicina Veterinária irá promover uma palestra com o tema “Câncer de mama em gatas e cadelas”. O evento é destinado aos acadêmicos e aberto a todas as instituições.

 

A professora do curso, Thuanny Nazaret comenta sobre a importância da campanha, “o evento Outubro Rosa além de ser direcionado ao tratamento dos pets, é um evento de conscientização. Nós vemos muitos tutores que desconhecem a ocorrência de tumores de mama em pets. Então é muito importante a gente falar sobre isso, visando o tratamento, mas antes disso, pensando em formas de prevenção e conscientização dessas pessoas”.

 

Câncer de mama animal

Apesar de pouco conhecido, esse é o tumor mais recorrente em cadelas, e o terceiro em gatas. Além disso, da mesma forma que nos humanos, há casos raros de ocorrência em machos. O diagnóstico preliminar pode ser feito pelo próprio tutor, através do exame de toque. Enquanto estiver acariciando seu bichinho, o dono pode aproveitar para verificar a existência de algum nódulo mamário e caso encontre, deve levá-lo imediatamente a um Hospital Veterinário.

 

O tratamento para o câncer de mama animal geralmente é cirúrgico, com a retirada total ou parcial da cadeia mamária da gata ou da cadela. Em alguns casos é necessário continuar o tratamento com quimioterapia, mas felizmente a metástase dos tumores é lenta. Além disso todo esse sofrimento (para o tutor e para sua pet), pode ser evitado com prevenção. As causas desse câncer podem ser genéticas, mas na maioria das vezes é hormonal e pode ser evitada com a castração até os 12 meses de vida.

 

Por isso, esteja atento aos sinais da sua amiguinha e lembre-se que a prevenção é sempre a melhor opção.

 

#SomosUlbra #OutubroRosaPet

Selo da responsabilidade social
CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE PALMAS
Avenida Teotônio Segurado 1501 Sul Palmas - TO CEP 77.019-900 Caixa Postal nº 85
Fone: (63) 3219 8000