Mundo -> Apple

Steve Jobs morre aos 56 anos

Co-fundador da Apple foi um dos responsáveis pela invenção de produtos que transformariam radicalmente a indústria tecnológica

Por Carlos Henrique C. Gonçalves - Aluno de Comunicação Social – Jornalismo CEULP/ULBRA - Publicado: 06/10/2011 19:44 - Atualizado em: 06/10/2011 19:45
Apple divulga homenagem a Steve Jobs

Steve Jobs, 56 anos, morreu, nesta quarta-feira, nos Estados Unidos. A causa da morte está para ser divulgada, mas tudo indica que seja em função de problemas recorrentes à saúde dele. Em 2004, por exemplo, foi submetido à cirurgia para tratar-se de um câncer no pâncreas. E cinco anos depois, sofreu um transplante de fígado.
Neste ano, dia 24 de agosto, com a saúde debilitada, o co-fundador da Apple publicou carta com a qual renunciava ao cargo de diretor-executivo da empresa: “Eu sempre disse que se houvesse um dia em que eu não pudesse mais cumprir minhas atribuições como diretor-executivo, eu seria o primeiro a dar a notícia a vocês. Infelizmente, esse dia chegou”.
“It’s amazing”, frase sempre pronunciada por Jobs nas apresentações dos produtos de Apple, pode ser usada para expressar a compreensão que, como poucos, teve das transformações tecnológicas da época em que viveu. Ele foi um dos responsáveis pela invenção de produtos que transformariam radicalmente a indústria da informação, como também do entretenimento.
Dos produtos de sucesso da Apple com os quais contou com a participação direta de Jobs estão: a linha de computadores iMac; os notebooks MacBook; o player de música iPod; o smartphone com tela sensível ao toque iPhone e o tablet iPad.
Como diretor executivo da empresa de animação por computação gráfica Pixar e acionista individual máximo da The Walt Disney Company lançou filmes como: Toy Story, Procurando Nemo, Ratatouille, e Carros.
Com um grande senso de marketing, soube explorar o setor de informática como inventor e empresário. E, o principal, soube difundir a ideia de que toda essa tecnologia estaria ao alcance das pessoas. Conquistou, assim, uma fortuna pessoal de mais de US$ 8 bilhões
Em página oficial da Apple encontra-se o seguinte comunicado acerca da morte de Steve Jobs: "A Apple perdeu um gênio criativo e visionário, e o mundo perdeu um ser-humano incrível. Aqueles que tiveram a sorte de trabalhar com Steve perderam um querido amigo e mentor. Steve deixou para trás uma companhia que só ele poderia ter construído e seu espírito será sempre a base da Apple".
Bill Gates, fundador da Microsoft, que trabalhou junto com Steve na produção de softwares para o Macintosh logo no começo da carreira, declarou que “o mundo raramente vê alguém que teve o impacto profundo que ele obteve, e cujos efeitos ainda irão durar por muitas gerações. Para nós que tivemos sorte o suficiente de trabalhar com ele, foi uma honra imensa. Sentirei muito a falta de Steve”.