Turma 2226 - Intervenção Psicossocial - 2021/2

Imprimir

Curso: Psicologia

Período: 7

Professor(es): Lauriane Moreira, Thais Moura Monteiro

Carga Horária: 76 h

Ano/Semestre: 2021/2

Ementa

Princípios da intervenção psicossocial. Questões éticas do processo de trabalho no âmbito psicossocial. Intervenções da psicologia em grupos, organizações, instituições e comunidades atreladas às políticas públicas.

Competências

- Desenvolver intervenções psicossociais em diferentes contextos, a partir do trabalho colaborativo em equipe, reconhecendo as pessoas em sua integralidade, com base na preservação dos seus direitos e na promoção do bem-estar, dentro dos padrões técnicos e éticos da profissão;
- Atuar em defesa dos direitos humanos, garantindo a integralidade do cuidado em Psicologia, entendido como conjunto de ações articuladas e contínuas dos serviços;
- Desenvolver formação técnico-científica que confira qualidade ao exercício profissional da Psicologia, assumindo a responsabilidade e o compromisso com os processos de intervenção psicossocial, considerando sempre a relação do indivíduo/grupo/comunidade/organização/instituição e seu entorno;
- Atuar multi e interprofissionalmente, em uma perspectiva colaborativa e de troca de saberes, promovendo a integralidade da atenção aos indivíduos, grupos, organizações e instituições.

Objetivos

GERAL: Desenvolver intervenções psicossociais que abordem as temáticas centrais da Psicologia atrelada às políticas públicas de saúde, assistência social, educação, trabalho e políticas transversais afirmativas.

ESPECÍFICOS:
- Estimular o desenvolvimento de diferentes estratégias e atividades de intervenção psicossocial;
- Favorecer a integração teoria-prática, através de instrumentais teóricos e metodológicos pertinentes à Psicologia e à perspectiva da Análise Institucional;
- Desenvolver autonomia acerca da busca de referenciais teóricos para produção de materiais para a intervenção;
- Apresentar e discutir situações-problema encontradas no processo de intervenção;
- Refletir criticamente sobre o papel do/a psicólogo/a e as possibilidades de atuação em diversos contextos institucionais.

Programa

1. Intervenção psicossocial: aspectos teóricos e metodológicos
2. Caracterização institucional e diagnóstico das necessidades psicossociais
3. Questões éticas e técnicas da intervenção psicossocial
4. Experiências de Intervenção Psicossocial
5. Desenvolvimento dos Projetos de Intervenção
6. Aplicação e avaliação das intervenções
7. Desafios teórico-práticos das intervenções
8. Reflexões sobre a prática psicossocial

Metodologia

A disciplina “Intervenção Psicossocial” caracteriza-se como um Programa de Extensão Interdisciplinar (PEI) de eixo comum, predominantemente prática, ou seja, figura como 75% prática e 25% teórica, e articula-se com a disciplina “Psicologia e Contextos Institucionais”, também Programa de Extensão Interdisciplinar (PEI) de eixo comum, mas predominantemente teórica, ou seja, 75% teórica e 25% prática.

Durante o semestre 2021/2 esta disciplina será realizada através do processo remoto de aprendizagem com base nos conceitos estabelecidos no Parecer CNE/CP, nº 5 de 28 de abril de 2020 e Portaria MEC nº 544, de 16 de junho de 2020.

Para o cumprimento dos objetivos, propõe-se um modelo teórico-prático integrativo, visando correlacionar teoria e prática, e estimular processos construtivos de ação-reflexão-ação. Desta forma, as atividades serão organizadas em duas etapas:
- Etapa 1 (Encontro 1 ao 7): Nas primeiras aulas, que ocorrerão de forma remota (ao vivo), haverá revisão teórica e técnica sobre intervenção psicossocial e temas afins. Também haverá definição da situação-problema para a qual a intervenção (que será feita em dupla) será direcionada. O desenvolvimento desta fundamentação articulará o Aporte Teórico-metodológico de Competências (ATC) e o Trabalho Discente Efetivo (TDE), com o objetivo de projetar o estudante como autogestor da sua aprendizagem.
- Etapa 2 (Encontro 8 ao 24): Desenvolvimento das Intervenções Psicossociais em diversos contextos.

Orientações importantes:
1. Cada dupla deve ser responsável por, pelo menos, sete (7) dias de intervenção continuada.
2. Haverá supervisão semanal, que acontecerá no dia previsto da disciplina, por dupla, as quais agendarão previamente o seu horário, acerca do acompanhamento da intervenção.
3. As intervenções devem estar embasadas nas teorias que compreendem o estudo das intervenções psicossociais, bem como devem considerar os aspectos da Psicologia Comunitária (ou Psicologia Social Crítica) e da Psicologia Institucional, além daquelas que se referem ao contexto de atuação específico.

Web Atividades: No Conecta, os/as alunos/as irão responder a atividades para complementar ou reforçar o conteúdo visto em sala. As web atividades seguem o calendário acadêmico e contam como presença na ata de assinatura.

Avaliação

O Sistema de Avaliação da disciplina, no semestre 2021/2, atende as diretrizes da Resolução CONSEPE nº 788, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2020, e considerará as etapas de trabalho discutidas na metodologia. Assim, tem-se:

Avaliação Parcial 1 (AP1 – valor 1,5 pontos)
- Entrega do Projeto de Intervenção, mediante levantamento prévio da situação-problema.
Avaliação Parcial 2 (AP2 – valor 2,5 pontos)
- Relatório das práticas realizadas até o momento da AP2, com referencial teórico e reflexão crítica.
Avaliação Semestral (AS – valor 6,0 pontos)
- Relatório Final da intervenção (4,0 pontos).
- Seminário Integrador – apresentação dos resultados da intervenção e socialização da vivência com a turma (2,0 pontos).

A Pontuação do Semestre (PS), que representa a expressão dos resultados da avaliação da aprendizagem, consistirá na seguinte soma: PS: AP1 (1,5) + AP2 (2,5) + AS (6,0) = 10. Para obter aprovação, o/a aluno/a deverá alcançar, no mínimo, 7 (sete) pontos.

Bibliografia

Básica

CAMPOS, Regina Helena de Freitas (org.) Psicologia Social Comunitária: da solidariedade à autonomia. Petrópolis, RJ: Vozes, 20 ed., 2015.
HUTZ, Claudio Simon (Org.). Avanços em psicologia comunitária e intervenções psicossociais. São Paulo, SP: Casa do Psicólogo, 2010. E-book. [BV Pearson]. Disponível em: https://plataforma.bvirtual.com.br/Leitor/Publicacao/2417/pdf/0?code=++RO36SUE3m72Jl0Z5c+lxGytmUGYvogCTae18WL0nUTtVw9F3yjR1HP4vU81fCGqwQdZJojI9bhBQ2ATt1yMA== Acesso em: 16 fev 2021.
SAWAIA, Bader. (Org.) As artimanhas da exclusão: análise psicossocial e ética da desigualdade social. Petrópolis: Vozes, 2016. E-book. [BV Pearson]. Disponível em: https://plataforma.bvirtual.com.br/Leitor/Loader/160243/epub Acesso em: 16 fev 2021.


Complementar

ARMANI, Domingos. Como elaborar projetos? Guia prático para elaboração e gestão de projetos sociais. Porto Alegre: Tomo editorial, 2008.
JACQUES, Maria da Graça Corrêa et al. (Orgs) Psicologia Social Contemporânea. Livro-texto. 21ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013. E-book. [BV Pearson]. Disponível em: https://plataforma.bvirtual.com.br/Leitor/Publicacao/114717/epub/0?code=h68MzJE3rKnWcuZXyN5a8rS9paYNE3SQfUdyEzV6dOck+WOwqx7pYoO4RRGxPp7ucwDhrE3jbDVqaJstBG/b/w== Acesso em: 16 fev 2021.
NEIVA, Kathia Maria Costa. Intervenção psicossocial: aspectos teóricos, metodológicos e experiências práticas. São Paulo: Vetor, 2010.
PEREIRA, William César Castilho. O adoecer psíquico do subproletariado: projeto saúde mental na comunidade. Belo Horizonte: Imago, 2004.
SCHÖN, Donald A. Educando o profissional reflexivo. Porto Alegre: Artmed, 2000.


Material Digital

Imprimir
Selo da responsabilidade social
CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE PALMAS
Avenida Teotônio Segurado 1501 Sul Palmas - TO CEP 77.019-900
Fone: (63) 3219 8000