Autor(es): JOEL LOPES SOARES NETO

Palavras-chave: substâncias, alterações, psicoativos, combate

Defendido/Publicado em: 2023-06-22

Orientador(a): Divino José Otaviano

Curso: Biomedicina


O consumo de substâncias psicoativas é uma prática comum desde tempos remotos da humanidade. O objetivo deste estudo foi relatar o comportamento quanto ao consumo de psicoativos lícitos durante a pandemia. Realizou-se uma revisão bibliográfica qualiquantitativa, descritiva, de caráter exploratório em meios eletrônicos nas seguintes bases: Scielo e Pubmed. Foram encontrados 130 artigos, dos quais 15 foram selecionados, considerando a relação com o tema proposto. A maioria dos estudos selecionados apresentaram mudanças nos padrões de utilização de substâncias psicoativas. No Brasil, houve um aumento de 13,1% no consumo de bebidas alcoólicas, 34% no consumo diário de cigarros e seus derivados. O consumo de benzodiazepínicos foi aumentado em 12,7% no último ano e houve um crescimento de quase 14% na comercialização de antidepressivos e estabilizadores de humor. Com a leitura dos materiais disponíveis e selecionados foi possível estabelecer uma relação entre o aumento do consumo de substâncias psicotrópicas e a pandemia da Covid-19, que é devido, em grande parte, ao isolamento social, às grandes mudanças na rotina e no perfil econômico de grande parte da população. O isolamento afetou negativamente a saúde mental das pessoas, gerando alteração no consumo de medicamentos psicotrópicos, como o álcool e tabaco.


Como citar

NETO, J. L. S. CONSUMO DE PSICOATIVOS LÍCITOS DURANTE A PANDEMIA DA COVID 19. 2023. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Biomedicina). Centro Universitário Luterano de Palmas, Palmas, Tocantins, 2023. Disponível em: <http://ulbra-to.br/bibliotecadigital/publico/home/documento/3736>. Acesso em: 13 jul. 2024

Banca (avaliadores)

  • ANNE CAROLINE DIAS NEVES
  • Divino José Otaviano
  • LUIS FERNANDO ALBARELLO GELLEN

Arquivos (download)