Publicado em: 24/11/2016 11:51 - Atualizado em: 24/11/2016 11:51

Professores tomam posse no Conselho de Desenvolvimento Urbano e Habitação

Os professores Kenniane Nogueira e Andherson Prado, tomaram posse no dia 16 de novembro, às 9 horas na Prefeitura Municipal de Palmas.




Edição da fala de Raquel Rolnik (arquiteta e urbanista), membro do corpo técnico do Instituto Pólis:

"Se na Habitação a dificuldade em garantir a participação popular é grande, na área do Desenvolvimento Urbano ela é ainda maior. Habitação, Saúde e Educação têm objetos específicos de reivindicação: hospitais, postos de saúde, escolas, casas ou, de forma um pouco mais abstrata, melhorias qualitativas nos equipamentos já existentes.

Já o Desenvolvimento Urbano, como é também o caso da área de Meio Ambiente, tem um objeto muito mais difuso. As políticas urbanísticas afetam a vida privada de cada habitante da cidade, mas têm uma complexidade muito alta, passam por uma quantidade muito grande de mediações até poderem ser traduzidas em diretrizes. Daí a necessidade ainda maior de capacitar as lideranças e a população de forma geral, para que elas possam conhecer e interferir nesses processos.

Discutir um Plano Diretor, as diretrizes globais para uma cidade, é algo complicado até mesmo na identificação dos atores importantes para cada questão, já que não são necessariamente os mesmos atores em cada setor. É necessário identificar os interesses em jogo para construir de forma adequada, caso a caso, o espaço de discussão e negociação entre eles.

Entre outros objetivos, os Conselhos devem romper relações perversas e clientelistas entre o Legislativo e os segmentos populares. Ou seja, as barganhas, as negociatas, as trocas de votos por obras de infra-estrutura nos bairros, enfim o conjunto de relações populistas que são nossas velhas conhecidas. Relações populistas que mantém a população como refém e em estado de precariedade eterna, conservando as mesmas elites políticas no poder. Os Conselhos podem interferir nessa relação à medida que interferem no destino dos investimentos. Desde que, é claro, a representatividade popular esteja garantida."

CYMBALISTA, Renato (editor). Conselhos de habitação e desenvolvimento urbano. São Paulo: Pólis, 2000. 


Conselho de Desenvolvimento Urbano e Habitação de Palmas:

O Conselho foi eleito no dia 30 de junho, durante a Conferência das Cidades, que teve como tema “A função Social da Cidade” e lema “Cidades inclusivas, participantes e socialmente justas” e foi realizada no auditório da Escola de Tempo Integral Eurídice Ferreira de Melo, no Jardim Aureny III, em Palmas/TO.

O Conselho é de natureza deliberativa e de assessoramento e tem como finalidade propor diretrizes para a formulação e implementação da política municipal de desenvolvimento urbano, bem como acompanhar e avaliar sua execução, conforme dispõe a Lei nº. 10.257, de 10 de julho de 2001 do Estatuto da Cidade e é composto por 26 conselheiros titulares e seus respectivos suplentes.

Durante a posse ocorrida na quarta-feira passada, a professora Kenniane Nogueira foi eleita para compor o Comitê Gestor do Fundo Municipal de Desenvolvimento Urbano que, de acordo com o inciso I do art. 6º da Lei nº 1949/2012, tem como competência: estabelecer diretrizes e critérios de alocação dos recursos do FMDU em atendimento às ações vinculadas as questões de urbanização.

Selo da responsabilidade social
CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE PALMAS
Avenida Teotônio Segurado 1501 Sul Palmas - TO CEP 77.019-900
Fone: (63) 3219 8000

O que achou dessa página?

Clique e deixe seu comentário