Publicado em: 03/06/2022 15:30 - Atualizado em: 05/06/2022 10:03

Dia Mundial do Meio Ambiente: Terraquarium é prova viva da relação entre CEULP/ULBRA e preservação do meio ambiente


Por Kennedy Carneiro e Isabela Leão

Localizado na área sul de Palmas, o Terraquarium do CEULP/ULBRA é um fragmento de cerrado preservado de cinco hectares. O espaço envolve diferentes setores da comunidade, e possui como principal objetivo realizar um trabalho de educação ambiental voltado para a pesquisa, extensão e ensino, além da execução de práticas agrícolas regenerativas.

    Considerando a proximidade do dia 5 de junho, data em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, as atividades desenvolvidas no Terraquarium são a prova de que o CEULP/ULBRA possui como agenda permanente e ininterrupta a difusão de conhecimento e a execução de ideias voltadas para a preservação ambiental. Levando em consideração a importância deste tema, a Universidade não mede esforços para promover ações que estimulem um ecossistema mais saudável e equilibrado.


Foto: Conceição Previero/Acervo Pessoal

    Este pequeno oásis iniciou seus trabalhos no início dos anos 2000, quando recebeu animais silvestres resgatados por conta do enchimento do lago da Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães. Sem condição de voltar para seu habitat, os animais salvos passaram a viver em uma espécie de santuário mantido pelo CEULP/ULBRA. Em 2009, a Universidade fez a doação dos bichos para instituições especializadas que poderiam melhor tratá-los.

    Atualmente, o Terraquarium funciona como um laboratório ecológico, dado sua diversidade de flora e amplitude de preservação ambiental. No espaço é praticada agricultura regenerativa, o plantio de mudas de árvores nativas do cerrado, a manutenção de pequenas hortas e outras atividades relacionadas à agricultura regenerativa.

    Além dos estudantes do CEULP/ULBRA, os projetos educacionais desenvolvidos neste ambiente contemplam alunos de outras instituições de ensino superior, além de estudantes do ensino médio e fundamental. Importante também ressaltar que a Universidade promove eventos e parcerias com instituições públicas que trabalham com a questão ambiental, bem como orienta pequenos agricultores locais interessados em vivências e práticas ecológicas não predatórias.

    A professora e coordenadora do Terraquarium, Drª Conceição Previero, explica que pesquisa e produção de conhecimento desenvolvidos no ambiente estão além das matérias voltadas às áreas das ciências biológicas.

    “Além da produção científica na área das ciências agrárias, já foram desenvolvidos aqui projetos de alunos da Veterinária, da Psicologia, Direito, Biomedicina, Farmácia, Arquitetura e Engenharia Civil. O olhar para o meio ambiente não é determinado a somente uma profissão, como se vincula comumente aos biólogos e engenheiros ambientais. Quando o assunto é meio ambiente, este tema perpassa por todas as áreas do conhecimento, dado à importância e a representatividade do assunto”, afirmou a coordenadora.


Foto: Assessoria de Comuncação Social Ceulp/Ulbra

    O Terraquarium também atua na área de recuperação de áreas degradadas produzindo fertilizantes orgânicos. Reaproveitando resíduos orgânicos de cantinas, lanchonetes e copas da universidade, os estudantes colaboradores que compõem a equipe fazem uso na compostagem para produção de adubo orgânico. Valendo-se deste método e outras práticas agrícolas sustentáveis, o Terraquarium se tornou uma vitrine no quesito sustentabilidade, pois é a prova de que é possível reaproveitar resíduos orgânicos que iriam para o lixo e transformá-los fontes preciosas de enriquecimento do solo. 

    O trabalho realizado neste espaço é executado por diferentes mãos e olhares, e consequentemente possui uma importância significativa para sociedade. Previero explica que falar sobre o Terraquarium é falar diretamente sobre o meio ambiente e como preservá-lo.

    “Aqui fazemos um trabalho de forma sistêmica, permanente, contínua e transversal. Precisamos entender que somos parte do meio ambiente. A partir do momento que nos enxergamos nesse processo, nosso olhar muda. Aqui aprendemos a observar os ciclos da natureza, a respeitar esses ciclos. Como seres racionais, nosso papel é preservar todos os ecossistemas, pois assim estamos salvando a vida no planeta”, finaliza a professora.


Foto: Assessoria de Comuncação Social Ceulp/Ulbra

Selo da responsabilidade social
CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE PALMAS
Avenida Teotônio Segurado 1501 Sul Palmas - TO CEP 77.019-900 Caixa Postal nº 85
Fone: (63) 3219 8000

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.