Publicado em: 10/05/2011 17:33 - Atualizado em: 31/05/2011 18:33

Projetos de Pesquisa - 2009



Clique no título para visualizar os detalhes.
  • Projeto: A etnomatemática e os discursos dos professores de ensino fundamental: uma estratégia pedagógica
    Curso Proponente: Letras e Matemática
    Pesquisadores: Profa. Dra. Maria de Fátima Rocha Medina, Prof. M.Sc. Mário Visintainer e Profa Valquíria Lima Maranhão
    Bolsistas: Jaqueline Medeiros Silva Calafate, Gihane Scaravonatti, Wolney Jácomo de Sousa
    Resumo: Como área cobiçada por turistas e investidores, o Parque Estadual do Cantão (PEC) desperta curiosidade, também, em pesquisadores das mais diversas áreas. Os pesquisadores do CEULP/ULBRA se interessam pela sustentabilidade do parque, que deve ser assumida pelas pessoas nascidas no entorno. Para isso, elas precisam conhecer significativamente o PEC para, não somente preservá-lo, como também defendê-lo. Embora represente uma atitude concreta e de grande valor em favor do parque, é natural que o programa de educação ambiental desenvolvido no parque por órgão governamental não seja suficiente para reaproximar a comunidade da área, torná-la conhecida e compreendida pelos habitantes do seu entorno. Parece evidente que a educação formal, continuada e processual, seja o espaço privilegiado para os educandos-cidadãos, de maneira consciente e responsável, elaborarem e reelaborarem conceitos do PEC, a fim de, não somente preservá-lo, como também defendê-lo. Nessa tarefa, os professores, como provocadores e mediadores do processo de produção do conhecimento, ocupam lugar de destaque. Nesse caso, a escola tem grande relevância, por ser espaço interdiscursivo privilegiado entre professores e alunos que podem socializar e transformar os saberes empíricos e as experiências pessoais em novas e significativas aprendizagens. Assim, este projeto surgiu da curiosidade em saber como o PEC aparece nos discursos dos professores e na prática da etnomatemática em escolas do entorno. De caráter qualitativo, a pesquisa descritiva tem como delineamento o estudo de caso. O objetivo geral é descrever, analisar e interpretar a prática da etnomatemática e os discursos dos professores de uma escola de Caseara que abordem sobre o Parque Estadual do Cantão. Os vinte e um professores de uma escola estadual são os informantes da pesquisa. A coleta de dados será realizada por meio de entrevista semi-estruturada, observação não-participante e análise de documentos escolares. Os dados, em forma de discursos (orais e escritos) dos professores a respeito do PEC e seu entorno, primeiramente, serão selecionados e catalogados por temas ou conceitos. Por exemplo, tema religioso, político, biológico(fauna e flora), cultural e pedagógico; ou conceito acerca de parque de preservação ambiental, conceito de sustentabilidade, etc. No momento da organização, novos temas ou conceitos certamente aparecerão. Também o material extralingüístico será organizado e catalogado por tema ou conceito. Após a catalogação, será realizada análise e, em seguida, o material recolhido e sistematizado, passará pelo processo de interpretação a partir das teorias que sustentam a pesquisa. O objetivo é transformar os dados em relevantes informações, coerentes e concatenadas, que possam chamar a atenção dos leitores, sobretudo os professores que atuam no entorno do PEC. Como protocolo, será apresentado o Termo de Consentimento Livre Esclarecido. Documento em 02 (duas) vias atenderá às exigências éticas e científica.
  • Projeto: Voz e performance na tessitura das palavras e do capim dourado: as manifestações de artesãos do Tocantins
    Curso Proponente: Letras
    Pesquisadores: Profa. Dr. Maria de Fátima Rocha Medina e Profa Valquíria Lima Maranhão
    Bolsistas: Cláudio Oliveira Nunes e Rafael Ishibashi Moreira Almeida
    Resumo: De acordo com Cascudo (1984, p. 23), foi Sébillot, em 1881, que criou a denominação literatura oral. “Essa literatura, que seria limitada aos provérbios, adivinhações, contos, frases feitas, orações e cantos ampliou-se, alcançando horizontes maiores”. O autor apresenta duas fontes dessa literatura: a exclusivamente oral, ou seja, as danças cantadas, os jogos infantis, anedotas, lendas e adivinhações. E a outra baseada na reimpressão dos antigos livrinhos vindos da Europa e divulgados amplamente no Brasil. Ambas as fontes mantêm viva a corrente da literatura oral. Segundo Cavignac (1995), “o texto escrito, ao invés de ser fixado, é sujeito a constantes modificações. A história impressa pode, então, ser considerada como um prolongamento, mesmo um complemento do texto oral”. Por ter grande mobilidade, tais textos, superadas as fronteiras geográficas e acrescidos de elementos de distintas culturas são ajustados, transformados, recriados e, muitas vezes, reimpressos. Cantados ou recitados de forma individual ou coletiva e inseridos no imaginário simbólico e coletivo de determinada comunidade, eles são memorizados e transmitidos em épocas e espaços distintos. É uma realização do presente, porém sua matriz geradora é a tradição que acontece alternadamente entre a oralidade – escrita – oralidade, sobrevivendo nas mais diversas realidades graças às falas que ocorrem no momento em que é retomado o texto. Acredita-se que no Tocantins, como em todo o Brasil, haja uma poesia oral e escrita, inclusive vinculada a tarefas rotineiras, de grande importância nas comunidades onde é veiculada. Como afirma Zumthor (1989), a palavra fundadora dá vida, por isso “o artesão que molda um objeto pronuncia as palavras que fecundam seu ato” (p. 89). Assim, objetos como brincos, bolsas e mandalas confeccionados da região do Jalapão – Tocantins, provoca algumas perguntas: que tipo de texto os artesãos do capim dourado pronunciam para fecundar tão delicadamente as peças artesanais que encantam o público? Que textos tecem e destecem quando, individualmente ou em grupo, eles percorrem trajetos em busca da matéria-prima para o trabalho artesanal? Que relações há entre esses textos e as matrizes antigas? Essa pesquisa tem como principal objetivo descrever, analisar e interpretar a poesia oral e performática vivenciada pelos artesãos do capim dourado, por meio de pesquisa qualitativa-descritiva.
  • Projeto: Metodologia de análise multitemporal da cobertura vegetal com uso de imagens orbitais de diferentes formatos
    Curso Proponente: Engenharia Agricola
    Pesquisadores: Prof. Bruno Tácito Morais de Oliveira e Msc. Silvestre Lopes da Nóbrega
    Bolsistas: Jucélio João da Silva Júnior
  • Projeto: Estrutura de uma base de dados distribuídos e baseados em modelagem geográfica como semente de integração de pesquisa institucionais
    Curso Proponente: Engenharia Agricola
    Pesquisadores: Prof. Bruno Tácito Morais de Oliveira e Msc. Silvestre Lopes da Nóbrega
    Bolsistas: Felipe Rocha Machado e Rafael Soares Ceolin
  • Projeto: Etnobotânica de Espécies Vegetais Utilizadas pela População no Entorno do Parque Estadual do Cantão
    Curso Proponente: Sistemas de informação e Biologia
    Pesquisadores: Prof. M.Sc. Jackson Gomes de Souza, Profª M.Sc. Leandra Lofego Rodrigues, Prof. M.Sc. Pedro Heber Estevam Ribeiro, Profª M.Sc. Parcilene Fernandes de Brito, Prof. M.Sc. Fabiano Fagundes e Profª M.Sc. Irenides Teixeira
    Bolsistas: Tarcísio Saraiva Gomes dos Reis
    Resumo: A etnobotânica é uma ciência que estuda as relações da população humana com as plantas, coletando informações a respeito dos usos que as pessoas fazem das plantas e seus significados culturais. A utilização de plantas pelo ser humano é variada e inclui diferentes categorias como a lenha, a construção o uso alimentar, medicinal, tecnológico e artesanal. Em uma região com potencial turístico, o conhecimento sobre o uso popular de plantas se torna relevante para agregar valores ao mercado do turismo através do uso sustentável das plantas na forma de produtos manufaturados. Este conhecimento pode revelar, ainda, inadequações, subutilizações e empregos errôneos pela população que podem ser reorientadas. Algumas pesquisas salientam que a etnobotânica tem grande implicação na conservação do bioma considerado. No caso do Cerrado, Bioma de inserção do Parque Estadual do Cantão, este tipo de investigação se torna importante tendo em vista que apenas 1,5% de sua área é protegida por lei. Valorizar os recursos que o bioma oferece e que estão sob forte pressão de extinção, como as espécies medicinais, é uma forma de reforçar a importância do bioma, das Unidades de Conservação (UC) existentes, como também a necessidade da criação de novas UC’s para a preservação do ecossistema. O presente projeto tem por objetivos: 1) Fazer o levantamento etnobotânico do uso de plantas pela população residente no entorno do Parque Estadual do Cantão; 2) Comparar o uso diagnosticado com referências bibliográficas e 3) Averiguar a presença destas plantas no Parque Estadual do Cantão, indicando qual a relevância do Parque para a manutenção da flora de uso popular. No levantamento etnobotânico serão utilizadas entrevistas e questionários, abordando estes dois pontos, junto à população alvo, com o intuito de reconhecer asplantas de uso popular, a forma de uso e sua aplicação como alimento, medicamento, artesanato, na construção entre outros. Esta atividade será feita com periodicidade bimensal por uma equipe devidamente treinada. As plantas deverão ser observadas em campo e preferencialmente coletadas para identificação taxonômica, sendo que uma exsicata (parte da planta devidamente seca para catalogação científica) deverá ser coligida ao herbário do CEULP/ULBRA. Os dados obtidos no levantamento serão comparados a dados de literatura para caracterizar os aspectos regionais e para averiguar o uso popular com o já indicado e comprovado por pesquisas científicas. Levantamentos botânicos já realizados no Parque serão compilados para realizar um comparativo com os dados obtidos, no intuito de averiguar a importância do Parque para a preservação da flora nativa levantada pelo estudo. Para tanto será elaborada uma planilha com as plantas nativas registradas no estudo etnobotânico e sua presença registrada para o Parque, sendo avaliado qual o percentual presente na unidade de conservação.
  • Projeto: Desenvolvimento de um Portal a partir da Definição de uma Ontologia para o Domínio “Fauna e Flora” do Parque Estadual do Cantão
    Curso Proponente: Sistemas de informação e Biologia
    Pesquisadores: Prof. M.Sc. Jackson Gomes de Souza, Prof. M.Sc. Leandra Lofego Rodrigues, Prof. M.Sc. Pedro Heber Estevam Ribeiro, Profª M.Sc. Parcilene Fernandes de Brito, Prof. M.Sc. Fabiano Fagundes, Profª M.Sc. Irenides Teixeira e Prof° Msc. Mênfis Bernardes Alves
    Bolsistas: Pâmela de oliveira Carvalho, Gabriel Cainã Alves Oliveira, Emiliano Assad Lessa, Vinícius Pereira Paulino, Enderson Alves Nunes, Marcelino Benvindo de Souza e Jacyara Alves da Cunha Ribeiro.
    Voluntários: Victor Hugo Martins Morais, Jordane da Silva Macedo.
    Resumo: Este trabalho objetiva, a partir da construção de um portal de conhecimento, a apresentação da fauna e flora do Parque Estadual do Cantão através da utilização de ontologias sobre o domínio e tem como intuito principal a disseminação e preservação da cultura da população da região, buscando proporcionar os meios para uma inclusão digital que favoreça o bem-estar da comunidade. Sendo assim, dentre outras coisas, esse projeto propõe realizar o registro qualitativo e quantitativo em diferentes ambientes do Parque Estadual do Cantão para os grupos de mamíferos, aves, répteis, anfíbios e invertebrados e também da vegetação. Os resultados das pesquisas receberão tratamento estatístico adequado, conferindo maior robustez aos dados gerados e fornecerão informações sobre a fauna e flora silvestres residentes do Parque Estadual do Cantão. Essas informações serão organizadas numa ontologia e apresentadas num portal Web e darão início ao projeto de educação ambiental e preservação da cultura local.
  • Projeto: Estudos da reprodução e da conservação de sementes de capim dourado (Syngonanthus nitens (Bong.) Ruhland) originário da região de Mateiros, Tocantins
    Curso Proponente: Engenharia Agricola
    Pesquisadores: Profª Dra. Conceição Aparecida Previero
    Bolsistas: Deise Laiz dos Santos
    Voluntários: Luanne Pereira Gonçalves
    Resumo: Syngonanthus nitens (Bong. Ruhland) é caracterizado por possuir inflorescências em forma de capítulos. A espécie é da família Eriocaulacea, aqual é representada por espécies predominantemente tropicais, típicas do bioma Cerrado, eralmente de locais abertos, pantanosos ou periodicamente inundadas, conhecidas como “sempre-vivas”. A colheita é inteiramente baseada no extrativismo a partir das populações naturais e feita por pessoas da própria região. Tem sido alvo de estudos no que se refere ao desenvolvimento de técnicas conservacionistas que indiquem a melhor forma de manejo, para assim permitir o uso sustentável do recurso. Tais estudos podem contribuir decisivamente para modificações na forma de manejo do capim, para assim permitir o uso sustentável do recurso, principalmente, nas formas atualmente empregadas evitando assim danos à biodiversidade dos campos úmidos. Pouco se sabe acerca da propagação das “sempre-vivas” e da atuação do meio ambiente no crescimento e desenvolvimento das espécies assim denominadas. Para tanto, o objetivo geral do projeto é avaliar a qualidade fisiológica e longevidade de sementes de capim dourado, originário da região de Mateiros, Tocantins e armazenadas em condições de ambiente natural. Os escapos serão coletados na região que compreendem os municípios de Mateiros, Tocantins. As coletas serão realizadas em três campos úmidos e sempre nas mesmas, de maneira a ter uma amostra da região. Serão realizadas coletas nos meses de agosto, setembro, outubro e novembro de 2009. Sementes nuas e em capítulos serão acondicionadas em embalagens de papel e alumínio. O armazenamento das sementes e capítulos será em ambiente natural. As amostragens serão realizadas no início do armazenamento e a cada dois meses, durante dez meses de armazenamento. Após cada amostragem, serão realizados testes de viabilidade (germinação), vigor (pré-aquecimento) e a determinação do grau de umidade dos capítulos. As análises serão realizadas no Laboratório de Sementes, do Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA), em Palmas, Tocantins. O delineamento experimental será inteiramente casualizado, em esquema fatorial. Os fatores serão localidades; épocas de colheita; tipos de sementes; tipos de embalagens e período de armazenamento. Espera-se: indicar condições que favoreçam a longevidade das sementes garantindo uma melhor capacidade de armazenamento; avaliar se o tipo de embalagem e/ou a época de colheita podem influenciar a viabilidade e o vigor das sementes; subsidiar trabalhos futuros sobre a forma de cultivo da espécie; indicar a melhor época de colheita de escapos para o artesanato; verificar se há diferença na longevidade das sementes dentro e fora dos capítulos; socializar os resultados/conhecimentos obtidos para as comunidades locais.
  • Projeto: Uso de produtos vegetais na conservação da qualidade fisiológica de sementes de feijão-caupi (Vigna unguiculata (L) Walp.) durante o armazenamento, em Palmas, Tocantins
    Curso Proponente: Engenharia Agricola
    Pesquisadores: Profª Dra. Conceição Aparecida Previero
    Bolsistas: Daniel Kuhâkru Xerente,
    Resumo: A dieta alimentar e o contexto socioeconômico de pequenos produtores de feijão, nas regiões rurais do Norte e Nordeste brasileiro baseiam-se no gênero Vigna. Conhecido também por feijão-de-macassar, feijão verde ou feijão-de-corda, o feijão-caupi (Vigna ungüiculada (L) Walp.) é muito sensível a alterações pós-colheita, no que se refere à sua qualidade. O armazenamento por envolver longo período de tempo, necessita sereconduzido em locais com condições físicas e ambientais apropriadas à adequada conservação das sementes. O tratamento químico de sementes é bastante utilizado no sentido de minimizar as perdas causadas por fungos e insetos durante o armazenamento. A redução do uso de químicos está cada vez mais presente em todos os segmentos da sociedade, em que a busca de tecnologias alternativas se faz necessário. O presente trabalho tem por objetivo geral avaliar os efeitos da cinza de madeira, da pimenta (Capsicum spp.), das folhas do cinamomo (Melia azedarach L.) e do nin (Azadirachta indica A. Juss), do rizoma do falso-acafrão (Curcuma longa L.) na qualidade fisiológica de sementes de feijão-caupi, durante 10 meses de armazenamento. Aproximadamente 60Kg de sementes de Feijão Caupi (Vigna unguiculata L.Walp.) cultivar Guariba, serão utilizadas na realização deste trabalho. A coleta das folhas do cinamomo será realizada na cidade de Palmas-TO, em cultivo paisagístico. As sementes do nin serão compradas na Fazenda Santa Angelina, em Brejinho do Nazaré - TO, em cultivo agrícola. O rizoma do falso-açafrão será comprado nas feiras livres de Palmas – TO. A cinza será obtida através de incineração de madeiras vegetais, provenientes de plantas mortas. A pimenta será adquirida de produtores da região de Palmas-TO. As folhas e frutos serão secos à sombra, para posterior processamento. A proporção utilizada será de 5% do peso das sementes. As sementes serão acondicionadas em sacos de papel multifoliado e polietileno e garrafas PET (Polietileno Tereftalato). O armazenamento em ambiente natural será realizado no Assentamento Mariana, em Palmas, Tocantins. As amostragens serão realizadas no início do armazenamento e a cada dois meses, durante 10 meses de armazenamento. Após cada amostragem, serão realizados testes de germinação, vigor (envelhecimento acelerado) e sementes infestadas e a determinação do grau de umidade. As análises serão realizadas no Laboratório de Pós-colheita de Produtos Agrícolas, vinculado ao Curso de Engenharia Agrícola, do Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA). O delineamento experimental será o inteiramente casualizado, em esquema fatorial. Os fatores serão: Embalagens (polietileno, papel multifoliado e garrafas PET); conservantes (cinamomo, nin, cinza, pimenta, falso-açafrão e sem conservante) e armazenamento (cinco épocas). Para os parâmetros analisados serão feitas análises de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de significância.
  • Projeto: Construção de um computer appliance com software livre utilizando plataformas Single Board Computer
    Curso Proponente: Sistemas de informação
    Pesquisadores: Prof. M.Sc. Ricardo Marx Costa Soares de Jesus
    Resumo: Computer Appliances são equipamentos baseados em computador destinados a aplicações específicas e que apresentam pacotes de software embarcados. Uma maneira econômica para a construção de computer appliances é por meio da utilização de SBCs – Single Board Computers, computadores construídos sobre uma única placa de circuitos. Utilizando-se dessa tecnologia, o presente projeto de pesquisa pretende desenvolver um computer appliance direcionado a necessidades de serviços de rede utilizando o sistema operacional Linux.
  • Projeto: Computador de Bordo para Viaturas Policiais
    Curso Proponente: Sistemas de informação
    Pesquisadores: Prof. M.Sc. Ricardo Marx Costa Soares de Jesus
    Bolsistas: Danilo Cavalcante de Souza
    Resumo: A escalada da criminalidade no Brasil é uma realidade presente no dia-a-dia da sociedade. Para que os índices de criminalidade diminuam, são necessárias diversas providências a longo (investimentos em educação, por exemplo) e curto prazo (investimentos na capacitação e aparelhagem das polícias). Contudo, a atual estrutura da polícia não dispõe de um atendimento eficiente às ocorrências e os mecanismos disponíveis no mercado para otimizar esse trabalho não são baratas, inviabilizando sua aquisição em larga escala. Baseando-se nessa necessidade, este projeto propõe o desenvolvimento de um computador de bordo para viaturas policiais, que seja barato e agilize o trânsito de informações entre as viaturas e as centrais possibilitando o uso, nas viaturas, dos sistemas de informações da polícia.
  • Projeto: Estudo da propagação de ondas e irregularidades de plasma na ionosfera
    Curso Proponente: Engenharia Civil
    Pesquisadores: Prof. Dr. Washington Luiz Carvalho Lima
    Resumo: O objetivo deste projeto é obter um conjunto de dados experimentais, obtidos por ionossondas digitais, GPSs e imageadores do tipo all-sky . Os dados experimentais serão analisados e interpretados com a finalidade é estudar a geração, evolução e dinâmica das irregularidades ionosféricas equatoriais (spread-F). As irregularidades ionosféricas equatoriais que se pretendente investigar neste projeto podem ser divididas em duas categorias: 1) Irregularidades ionosféricas que ficam confinadas na base da camada-F, portanto ficam restritas as regiões equatoriais. 2) Irregularidades ionosféricas de grande escala que se estendem desde a região equatorial até baixas latitudes, também denominada de bolhas de plasma.
  • Projeto: Desenvolvimento de um sistema computacional para estimativa do escoamento superficial.
    Curso Proponente: sistemas de informação
    Pesquisadores: Profª Cristina D’Ornellas Filipakis
    Bolsistas: Marlon David Domingos
  • Projeto: (Des) Apropriações estéticas e (Re) Construção de sentido no caderno especial do Jornal do Tocantins.
    Curso Proponente: Comunicação Social - Jornalismo
    Pesquisadores: Profª M.Sc. Irenides Teixeira
    Bolsistas: Renata Prado dos Santos Martins e Rodrigo Correia Alves Gomes
  • Projeto: Ação de extratos de plantas do cerrado brasileiro sobre o stress oxidativo induzido em sistemas biológicos e suas atividades anti-oxidantes “in vitro”.
    Curso Proponente: farmácia
    Pesquisadores: Prof. Dr. Claudio Angelo Ventura
    Bolsistas: Vinícius Gonçalves Lopes, Sheyla Dryelli Souza Noronha e Bruna Silva Resende
    Voluntários:Deny Alves Macedo, Anerlizia Rodrigues Ferreira e Jéssica Laisa Veloso de M. Santos
  • Projeto: Análise macro e microscópica da aplicação de eletroacumputura em ratos wistar.
    Curso Proponente: Farmácia
    Pesquisadores: Profª M.Sc. Erminiana Damiani de Mendonça
    Bolsistas: Aline Furukawa
    Voluntários: Pedro Pereira de Lucena Neto.
  • Projeto: Análise fenológica e produtividade de três variedades dos feijoeiros comuns
    Curso Proponente: Tecnologia em Gestão Ambiental
    Pesquisadores: Prof. M.Sc. Mênfis Bernardes Alves
    Bolsistas: Gabriel Barreira Borges e Márcia Ribeiro Louzeiro
  • Projeto: Perfil Epidemiológico do paciente suspeito de dengue no município de Palmas - TO
    Curso Proponente: Enfermagem
    Pesquisadores: Profª M.S. Micheline Pimentel Ribeiro
    Bolsistas: Daiane Biá Albuquerque e Vera Lúcia de Sousa Lima
    Voluntários: Sheila Silva Teixeira.
  • Projeto: Fertirrigação do Capim – Mombança com diferentes lâminas de efluente primário de esgoto doméstico, estabelecidas com base na dose aplicada de sódio.
    Curso Proponente: Engenharia Agrícola
    Pesquisadores: Prof. José Geraldo Delvaux Silva
    Bolsistas: Bruno Coelho Parrião
  • Projeto: Aplicação de água residuária de curtume e avaliação do comportamento do crômio em solo cultivado com Capim Mombança.
    Curso Proponente: Engenharia Agrícola
    Pesquisadores: Prof. M.Sc. Pedro Heber Estevam Ribeiro
    Bolsistas: Rafael Coelho Barros
  • Projeto: Avaliação do impacto do uso do solo no regime hidrológico da bacia do Rio Lontra.
    Curso Proponente: Engenharia Agrícola
    Pesquisadores: Prof. Edivaldo Alves dos Santos
    Bolsistas: Rafael Aguiar Rezende
  • Projeto: Análise Macroscópica com aplicação de eletroacunputura lesões cutâneas em comparação com a pomada cicatrizante Fibrane.
    Curso Proponente: Biomedicina
    Pesquisadores: Profª M.Sc. Erminiana Damiani De Mendonca
    Voluntários: Oséaas Guedes de Souza
  • Projeto: Análise do uso de extrato aguoso de Gengibre( Zingiber oficinale Ranoe) analisnado a palicação de eletroacunputura em lesões cutâneas experimentais.
    Curso Proponente: Biomedicina
    Pesquisadores: Profª M.Sc. Erminiana Damiani De Mendonca
    Bolsistas: Janeo Bogo Bonato
  • Projeto: Atividade antimicrobiana de corantes naturais extraidos de Polpa de Goiabada (Psidium guajava).
    Curso Proponente: Biomedicina
    Pesquisadores: Profª M.Sc. Isis Prado Meirelles Castro
    Bolsistas: Evelyn Souza Brito
  • Projeto: Encontros e Desencontros na Educação Escolar Indígena: Estudo sobre práticas educacionais de Professores Indígenas.
    Curso Proponente: Serviço Social
    Pesquisadores: Profª Dra. Maria Aparecida da Rocha Medina
    Bolsistas: Luciano Tavares Rabelo Calafate
2002 | 2003 | 2004 | 2005 | 2006 | 2007 | 2008 | 2009 | 2010 | 2011

Selo da responsabilidade social
CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE PALMAS
Avenida Teotônio Segurado 1501 Sul Palmas - TO CEP 77.019-900 Caixa Postal nº 85
Fone: (63) 3219 8000

O que achou dessa página?

Clique e deixe seu comentário